Consideramos que este exame está num patamar de exigência que se pode considerar semelhante ou muito ligeiramente superior ao do correspondente exame realizado no ano passado. Reforçamos a necessidade de se irem registando ligeiros aumentos do nível de exigência, acompanhando a tendência que se tem verificado nos três últimos anos e no sentido do que tem sido expresso nos pareceres da Sociedade Portuguesa de Matemática. Essa evolução permitirá que este exame venha a avaliar com rigor aquilo que deve ser exigido a alunos que frequentam o ramo do ensino secundário que dá acesso, por exemplo, a formações superiores nas áreas de ciência, tecnologia, engenharia e economia, todas elas possuindo uma forte componente matemática.

Nesta prova pode encontrar-se um item (1.2. do grupo II) que ajuda a distinguir os melhores alunos dos bons alunos pois exige capacidades matemáticas mais elaboradas, contudo consideramos que seria desejável que a prova contemplasse mais algum item com essas caraterísticas.

Tal como já referimos em anos anteriores, continuamos a defender que não se justifica a existência de um formulário reunindo um conjunto de propriedades que devem ser registadas em memória pelos alunos dos agrupamentos de estudos que contemplam a disciplina de Matemática A.

Em resumo, a SPM faz uma avaliação positiva desta prova de exame embora considere que há ainda lugar para um ajustamento do nível de exigência.